Conteúdo

Teste de junker: o que é e qual a importância?

Publicação: 26/05/2022
Você sabe o que é teste de junker? Neste post, você vai aprender tudo sobre o assunto. Ficou interessado? Acompanhe a leitura!  

O que é teste de junker?

  O teste de junker foi descoberto em 1960 pelo professor alemão Gerhard H. Junker. O procedimento é considerado o teste de vibração mais severo e serve para avaliar juntas aparafusadas.   Ele também determina o ponto em que uma junta aparafusada perde a sua pré-carga quando sujeita a uma carga de cisalhamento devido à vibração transversal.  

Como funciona o teste de junker?

  O procedimento mostra que os fixadores pré-carregados se afrouxam quando ocorre um movimento relativo entre as roscas correspondentes e a superfície do rolamento do fixador.   Assim, o movimento ocorre quando a força transversal é maior do que a força de resistência e o atrito gerados pela pré-carga do elemento testado. Nos deslocamentos transversais, o movimento relativo pode acontecer entre os flancos da rosca e a superfície de contato com a área de rolamento.   Um parafuso, por exemplo, estará sujeito a força de flexão. Neste caso, se o deslocamento transversal continuar, ocorrerá o deslizamento da superfície do rolamento da cabeça do parafuso.   Assim, a rosca e a cabeça do elemento de fixação ficarão momentaneamente livres de fricção. Já o torque interno desenergizado, presente em decorrência da pré-carga atuando no ângulo da hélice da rosca, vai gerar uma relação de rotação entre a porca e o parafuso.  

Qual é a importância do teste de junker?

  Quando um engenheiro realiza um teste de junker, ele determina o ponto em que os elementos de fixação, como parafusos, arruelas de pressão, porcas e cunhas falham. Geralmente, isso acontece quando ocorre vibração.   Deste modo, os dados coletados pelo teste permitem que os engenheiros do projeto especifiquem os fixadores que funcionarão sob uma ampla gama de condições sem afrouxar.  

Qual o resultado do teste junker para as arruelas Rudolph Fixações?

  As arruelas de travamento com cunha são testadas em em vários estágios da produção. Isso garante a alta qualidade do elemento.   Deste modo, cada arruela TEC Series é gravada a laser com um número de lote, tamanho da peça e revestimento, permitindo que seja facilmente rastreada e identificada.   Assim, quando comparadas as arruelas convencionais, as arruelas TEC Series apresentam melhor desempenho, principalmente em situações corrosivas, de alto estresse e de muita vibração.   Por isso, elas são indicadas para a produção de:  
  • máquinas agrícolas;
  • automóveis;
  • equipamentos da construção civil;
  • ferrovias;
  • aviões;
  • equipamentos de perfuração, ventilação e ar condicionado;
  • equipamento solar e eólico;
  • gestão de resíduos.

Por que garantir a qualidade de elementos de fixação como as arruelas?

  É importante garantir a qualidade dos elementos de fixação e também a sua segurança. Afinal, muitas arruelas, parafusos e demais elementos são utilizados para construir equipamentos que são utilizados por muitas pessoas.   Imagine você trabalhar com um maquinário agrícola que não oferece segurança ou que ao vibrar em um terreno acidentado, poderá soltar seus componentes ou causar um acidente?   O teste de junker entrega segurança ao cliente. É a prova do quanto o equipamento que você produz é seguro e as peças utilizadas têm garantia de fábrica.   Portanto, ao escolher as peças para a fabricação dos seus produtos, prefira as que passaram pelo rigoroso teste de junker. Desta forma, você garantirá a qualidade e a segurança dos seus produtos.   Gostou do conteúdo? Quer entender um pouco mais sobre a importância de usar arruelas de qualidade na fabricação de equipamentos e outros produtos? Leia o nosso próximo post e entenda a importância das arruelas na fixação de painéis solares!

Tags: Teste de Junker Teste de Junker

  • Este material foi útil?
    Opinião registrada... obrigado
  • Sim
  • Não
Compartilhe: